Página Inicial » O IMAmt

O IMAmt

O Instituto Mato-Grossense do Algodão (IMAmt) foi criado em 2007 com o objetivo de atender às demandas dos associados da AMPA, realizando pesquisa, desenvolvimento e difusão de novas tecnologias para os produtores. Alguns desses trabalhos são desenvolvidos em parceria com equipes nacionais e internacionais de modo a incrementar ainda mais o processo. O Campo Experimental está localizado em Primavera do Leste (210 Km de Cuiabá), onde estão alocados todos os pesquisadores e laboratórios do IMAmt, possuímos também uma rede de ensaios nas principais regiões produtoras de algodão do estado.

 O principal foco do IMAmt, é o Programa de Melhoramento Genético de Algodão, cujo objetivo é desenvolver variedades produtivas, com bom rendimento e qualidade de fibra, com ênfase na resistência/tolerância às principais doenças e aos nematoides que incidem no algodoeiro.

Atualmente, a equipe de pesquisadores do instituto intensificou os trabalhos de incorporação de traits para resistência a herbicidas e/ou pragas nos seus materiais elites. Porém, o IMAmt sempre tem a preocupação de desenvolver variedades nas versões convencional e transgênica, para que o produtor possa optar pelo uso ou não da tecnologia transgênica.

Para dar suporte ao Programa de Melhoramento, proporcionando agilidade e maior confiabilidade aos resultados relacionados aos traits e à resistência/tolerância as principais doenças, desde 2011 foi instalado o laboratório de Biologia Molecular.

O IMAmt possui também um Programa de Melhoramento Genético de Soja, cujo objetivo é buscar variedades além de mais produtivas, também mais precoces e com resistência múltipla a doenças e nematoides.

Com a finalidade de dar sustentabilidade ao sistema de produção dos cotonicultores de Mato Grosso, o IMAmt possui um Programa de Melhoramento Genético de Oleaginosas, com as seguintes culturas: mamona, cártamo e gergelim. Elas funcionam como opções para uma safrinha tardia e têm como um dos diferenciais o produto final: o óleo. O IMAmt também possui um Programa de Melhoramento de Sorgo Variedade, que visa desenvolver variedades de duplas aptidão (grão e palhada) e com certa resistência a nematoides, como opção de cobertura de solo para o produtor de algodão.

O IMAmt possui ainda os seguintes departamentos, que dão suporte aos programas de Melhoramento Genético e às demais demandas dos produtores:

- Departamento de Fitopatologia: responsável pelas avaliações de doenças e nematoides de todas as variedades/linhagens das culturas estudadas. Em 2011, foi iniciado um trabalho de monitoramento da ocorrência de fitonematoides e danos associados na cultura do algodoeiro em Mato Grosso.

- Departamento de Entomologia: responsável pela avaliação de variedades transgênicas resistentes a pragas, pelo estudo das principais pragas do algodoeiro e pelo SIstema de Alerta de Pragas Emergentes (SAP-e).

- Departamento de Plantas Daninhas: tem como objetivo realizar o levantamento e monitoramento de plantas daninhas resistentes em áreas algodoeiras.

- Departamento de Sementes: tem como objetivo avaliar a qualidade das sementes dos programas de melhoramento e dos lotes comerciais de sementes de variedades do IMAmt, realizando todos os testes necessários.

- Departamento de Fitotecnia: responsável por desenvolver o pacote tecnológico, ou seja, todas as informações necessárias para o máximo desempenho de todas as variedades em pré-lançamento.

- Departamento de Proteção de Plantas: responsável por desenvolver ensaios com fungicidas, herbicidas e inseticidas disponíveis no mercado de forma a disponibilizar aos produtores informações sobre o comportamento dos mesmos. Esse departamento também dá suporte aos programas de melhoramento de algodão e oleaginosas, além de realizar ensaios para registro de produtos junto ao MAPA.

- Departamento de Fisiologia: tem como objetivo intensificar trabalhos sobre stress hídrico e estudar o desenvolvimento das raízes do algodoeiro.

Para difusão das tecnologias desenvolvidas, o IMAmt possui uma equipe de agrônomos nos principais núcleos de produção em Mato Grosso (os sete Núcleos Regionais em que a AMPA está estruturada). Além de estar em contato direto com os produtores, identificando suas demandas, fazendo o levantamento de informações e operações preventivas de controle do bicudo, os assessores técnicos realizam cursos de capacitação de técnicos e operadores de máquinas.

As informações geradas pelo IMAmt também são difundidas por meio de dias de campo e tours técnicos realizados anualmente. Outra forma de divulgação é através de livros, boletins, manuais e circulares técnicos que servem de suporte aos técnicos das fazendas.

O IMAmt possui ainda projetos sociais, como o projeto Japuíra, que atendeu mais de 3 mil pessoas em 26 municípios desde 2004 e foi responsável pela criação de 34 grupos especializados na confecção de peças de vestuário.

 

Copyright © IMA - Instituto Mato-Grossense do Algodão.
Av. Rubens de Mendonça, 157. Sala 100, Ed. Mestre Ignácio. Baú, Cuiabá-MT. 78008-000
(65) 3321-6455/6482